Serra do Espinhaço a Norte de Porteirinha

Por Paulo Guerrino Garcia Rossi, geógrafo pela UFMG (outubro 2013)

A Serra do Espinhaço — grande divisor hidrográfico interposto entre as bacias do centro-leste brasileiro e a do rio São Francisco — constitui, em Minas Gerais, um conjunto de terras altas, com forma de bumerangue de direção geral norte-sul e convexidade orientada para oeste. A denominação “serra” esconde, no entanto, uma realidade fisiográfica que seria melhor definida pelo termo “planalto” (SAADI, 2013).

Durante o Mesoproterozóico, um sistema de forças em regime extensivo conduziu a um adelgaçamento da litosfera continental que se traduziu nas partes superiores desta pela ruptura e a fraturação da crosta frágil. Desenvolveu-se então um processo de rifting que resultou na instalação de uma ampla bacia de extensão submeridiana onde se depositou o Supergrupo Espinhaço. Espêssas camadas de quartzitos com conglomerados e intercalações de sericita-xistos constituem o Supergrupo. Estes metasedimentos foram divididos em oito formações reunidas nos Grupos Diamantina e Conselheiro Mata. (Dussin & Dussin, 2013).

A foto mostra a região a norte de Porteirinha, onde o local apresenta a transição das porções serranas e planálticas da serra do Espinhaço com as depressões da bacia do São Francisco. As cotas partem da média de 1200m nos topos sobre as rochas quartzíticas do Supergrupo Espinhaço, atravessando localmente transição de esporões, a exemplo do condicionamento da cachoeira do Serrado, até atingir as planícies nas cotas de 540m em rochas cristalinas do complexo Córrego do Cedro, a exemplo da planície do córrego da Biquinha em primeiro plano na foto. As planícies adquirem caráter de superfícies aplainadas evoluídas, indicadas por King como resultantes do ciclo erosivo Velhas, sobre as rochas do Grupo Macaúbas. Nelas, os cursos fluviais são pouco encaixados, com grande variabilidade sazonal de vazão, sendo recorrente a formação de canais anastomosados, lagoas marginais e meandros abandonados.

Localização de Porteirinha BA

Localização de Porteirinha BA
Disponível em:
http://sigep.cprm.gov.br/sitio128/sitio128_impresso.pdf

Letícia Teixeira Palla Braga & Paulo Guerrino Garcia Rossi

Fontes:

http://igc.ufmg.br/portaldeperiodicos/index.php/geonomos/article/download/212/191

http://igc.ufmg.br/portaldeperiodicos/index.php/geonomos/article/download/215/194

http://sigep.cprm.gov.br/sitio128/sitio128_impresso.pdf